Revista virtual de arte e cultura

Home / Ruído  / Taxi: a trilha sonora de uma vida

Taxi: a trilha sonora de uma vida

Imagem: © Robert Frank – Coffee Shop, Railway Station (The Americans, 1955-6)

As estações do rádio passam uma após a outra enquanto o táxi avança carregando uma vida. Entre as estações, o ruído de uma memória incerta e possivelmente fictícia. Por Vinicius Ferreira Barth.


“Antes, antes, exatamente lá: Helloween e Megadeth sobrevoam o quarto tal qual uma fumaça de incenso, enquanto uma nova verdade da vida é revelada em trinta de setembro daquele ano. Sim, a mais natural e dolorida verdade da vida.”

No táxi, lá pelas 04h30 da manhã.

 

Mas antes, o quê… o quê? o que sobra senão Wh…s..n.ke, Mötl… C.üe, P.i.s.n., Aeros….th, etc. e tal! espera. espera. Van Halen, sim! de Van Halen a Rob Zombie! Ah, e como é bom ouvi… ele enqu..to a g..nte fode. Mas não, não… Antes ainda, o quê? o quê?… o que sobra das Pussycat Dolls, do Stevie Wonder, de Kool & t.. Gang, de KC & The S….ine Band?… Havia ali? Sim… havia sim algum sinal de Le….. .p..lin…? Mas já? de Mísia, de Willie Nelson, de Don Williams? de que momento senão com a Sonata ao Luar com Within Temptation, Shaman, Pain of Salvation? Bittersweet. A primeira vez que vi um gozo foi com Shaman. Que boca se.y e inch… ada e tesã… era aquel… Ah, isso foi bem antes, bem antes! Sim, antes disso tudo! Mas não, antes ainda, o Judas Priest. Iro… M..den.. Não, não. Não, antes ainda, um Nirvana ilícito-fora-da-lei-descabido, entre…ado fu…do com Spice G.rls e The Off..ring. Antes, antes, exatamente lá: Helloween e Megadeth sobrevoam o quarto tal qual uma fumaça de incenso, enquanto uma nova verdade da vida é revelada em trinta de setembro daquele ano. Sim, a mais natural e dolorida verdade da vida. E antes, e antes? in a gadda da vida? D..p Purple? Black Sa..ath? Led Zep… Não, ninguém quer falar deles aqui. Quem sabe antes, muito antes: 14 Bis! Ah, o quão antes é isso? Muito antes! de 14 Bis a Leoš Janáček: poropopo….ro.pororom. A Cor do Som ao vivo em Montreux – não, levei esse disco a Tuc… Não, calaboc… só mesmo eu lembraria de Livin’ on a prayer sobre a Autopist…. não, não! Antes disso, bem antes, a rádio toca Jazz naquele trompete com surdina depois das 5h da matina no caminho pra rodov… A gente part… Antes, bem antes, fiz meu tios ouvirem Better t..n Raw porque o churr….co era pelo meu ….versário. Depois, mas bem depois, Nor… Vilel… a época dos dodecassílabos dodecassílabos dodecassílabos aos liter..mente milhares dodecassílabos tal qual R..mundos porque eu só penso em te fuder a n…e inteira / pra rep..ir quela manhã de qu..ta-fei.. Na véspera ultimíssima vés…era tocava ainda tenho aqui: Oscar Peterson Trio. AINDA tenho aqui, comecei a baix.. aqui terminei lá. TELECENTRO. Mas e antes? e antes? C..tano Veloso e aquela guria Gadú: chuva e sofá. você dorme! Sim, sim! sim! inacabável, né. Foi depois de Spanish Castle Magic mas muito antes de PEARL. Sim, Pearl foi lá no fim. Um pres..nte. Úl…tima v.. Úl…t..ma ve… Vez… ult….ima vez…. ult…. vez. ultima vez….. última vez foi por causa de Pear….. A vinheta do Universal Channel. Antes em Itapoá ouvia o Canto de Oss.nha. Muito antes disso apanhei na rua e be…ei o asfalto dep… de tocar I hate everything about you. Aí depois de foder acordamos em cima da hora do show, no DCE: Sunshine of your love. Mulher lombriga. Hoje são borboletas no porco solar, Perturbator e até esses dias INXS até não poder mais. Mas na ép..ca .. Zion Café era sempre: Never tear us apart, terminei, terminei finalmente. Tem curr… ham..burgu…sa… mil….nesa…. fern… c… coca. Me fala de antes. Antes t… a vinheta de Agro Síntesis no El trece, coisa que só eu e você s……os o que era. Madrugada, uma madr…ada honesta, adulta. Eu já toquei numa banda e sabe deus que coisa blasé jazz…tica tocav. na…ele lugar esfumaçado dá pra fum.. lá dentro.. Descubr. Cu..itiba. Dormi n. mesa PANDORA. Don’t you love her….s she’s… walking out the door. Era antes disso eu arrancava aquela boca e chupav. cada láb… até inchar até engolir completame…. toda e pensava pensa…. pensav.. em qualquer verso do Iron Maiden que pude… pudesse tentar soar ao menos um pouqu…nho ao menos romântico e passava vergonha. Não sabia de poesia. Logo antes de Erech… Jethro Tull. Mas muito antes perdi a deu.a da noite para um outro, a tr.gica fase do Falam..sa. (promoter da Cabral: 6th Gate……. dance with the devil). Um dia de pau inchado ouvi pela última vez o teu despertador Everything’s alright. Jesus Cristo! Sabe qual a minha preferida? Love is st..ng. Igual a minha…. nunca bastam nem vida em plenitude…… basta…. no contemplar de ti que habita. as grutas dos meus olhos…… Muito antes con…ci o gosto de bucet. ouvindo Angra. Depois, de Bad moon rising no dce até Bras.. decime que se siente. Ah, se te digo! Depois, esses dias mesmo, Alice C… não! não! não me fale, não me fale, não me fale, não, eu não quero saber, não, eu não quero. O quão ridículo era Do you w…na date my Av.tar. Às vezes acontecia: Le. Zep. Não, não! Eles não! A abertura do Star Tre. tem gosto até hoje de br…deiro? Nachos. Fras.er. Nach…. tevie W. …Chos. X-Fil… Nacho… Seinf…. Nachos. White Russ… Hitchcoc…. Engul… Tudo, tudo! Engul… Tudo! V.cê tem um gosto doce…. Doce. Som, som, mais som! O qu… Não adianta parar…. Furar os tímpanos. Soa! soa! soa! Porque você demorou….. t…tos an…..os…. pra…. comer…… meu….. Antes, antes! a Joss Stone não me alcançou com aquela ros… V….cê começou a m…. deixar….. na Pedreira ouvind…… B…..S…bbath…. eu não estav… Bon Jov… eu n… est…. Alice in… C… ne…. nem… Ch…. Corn……………..ZzzzzZZZzz. Cyndi La……ZzzzzZZ…. Wh….te…ake… Wh………….ake…. The Deeper……. Love….. Stevie Won….. quatro e pouco da manhã. cheguei…………..ZzzzzZZZZzzxxxxXXXXXXX…. Sabin….. Serr… Como un gato sin due…. y sin emb….go……. ojalá ojalá ojalá pase algo que……..lleve de p……….XxxXXXXXXXxxxxxx….. Me conced….. esta danç…???? what…. wicked game… yo…. play… ………………………………………………

……………………………………………….XxxXXxx………………………………………………………….

………..

….

..

.

.

.

.

.

Eu voltava pra casa, estava em outro país. Bêbado, minha calça melada. Sôfrego. Lá pelas 4h30 da manhã o táxi atravessava a cidade pelas mais solitárias e iluminadas avenidas. O rádio estava ligado. Envio um torpedo ao meu melhor amigo, só ele vai entender. Estou voltando pra casa. Saudade dela. Agora toca Unforgettable, Nat King Cole. A resposta vem imediatamente: eu sei.

vinicius.rnott@gmail.com

<p>Doutorando em Estudos Literários pela UFPR. Tradutor. Estudante da literatura grega antiga. Autor de artigos científicos que ninguém nunca vai ler. Escritor. Autor do livro de contos ‘Razões do agir de um bicho humano’, publicado pela Confraria do Vento em 2015. Curioso do desenho e da fotografia. Nunca um entusiasta.</p>

Review overview
1 COMMENT

POST A COMMENT