Revista virtual de arte e cultura

Home / VISUAIS

Marlon Anjos explora o vazio do discurso ególatra e “positivo”, que habita desde as nossas redes sociais até as mais importantes exposições de arte do país.

0

A dicotomia entre a postura revolucionária da arte e a burguesia encantada que a consome. Ainda existe algum distúrbio que a resta à arte investigar, existe ainda o que subverter? Nossa falta de memória indica: talvez exista sim. Texto por Marlon Anjos.

0

Conheça a narrativa de John Drewe, o mestre de negócios fraudulentos que envolveram a venda de obras de arte falsificadas para grandes galerias na Inglaterra durante a década de 1990. Por Marlon Anjos.

1

A cultura oriental do shanzhai. Marlon Anjos aborda o pensamento filosófico por trás da cópia chinesa de produtos, que costumamos ver como barata e fraudulenta. Será que não existiria aí uma lição para o ocidente a respeito de novos modos de se encarar o mercado?

1

Marlon Anjos faz considerações acerca da intitulação de obras de arte e obras literárias, de como isso foi visto durante a história e de como tal ato pode influenciar na leitura de uma obra. Por fim, faz uma breve exortação a você, caro artista contemporâneo.

1

A dicotomia do rato entre a impureza e a evolução. Marlon Anjos pensa a respeito da figura desse animal como um devorador de conhecimentos do submundo, oculto da iluminada mediocridade que arrasta a raça humana.

0

A cópia como escola dentro da produção artística. Talvez alguns artistas de novas gerações não se deem ao gosto de copiar livremente obras anteriores. Isso pode se dever ao estigma imposto sobre a cópia como plágio ou falta de originalidade. Marlon Anjos mostra que na História da Arte acontece justo

1

Uma coluna para ser assistida. Recomenda-se um assento confortável, um bom equipamento, uma bebida, um petisco, e breves doses de falta de discernimento e um pouco de mistério.

0

O problema da iconografia tratado de diferentes pontos de vista: idolatria, marketing, e a transformação de Jesus Cristo num carismático popstar. E isso, é claro, tem grande importância na caminhada da arte através dos séculos. Por Marlon Anjos.

1

Marlon Anjos, nosso anjo das pernas tortas, comenta a nossa obsessão pela sensação de autenticidade. Por que desprezamos o falso e o não-autêntico? O que são, afinal, essas distinções?

0

Rodrigo Freitas retorna à R.Nott para falar um pouco mais de cinema. Confira a entrevista com o crítico Sérgio Alpendre, onde o assunto é a própria crítica de cinema e arte no Brasil dos dias atuais.

0

Marlon Anjos, a esfinge que vos fala de dentro desta revista, investiga os equívocos (in)voluntários sobre investigações a respeito de obras da Antiguidade. Em destaque: a deliciosa Vênus de Milo.

3

Marlon Anjos traça um histórico a respeito do status social e moral da arte durante os séculos, e de como esse status foi influenciado por questões diversas, incluindo sociais e religiosas.

1

Vinicius F. Barth reflete brevemente sobre a galeria de arte e a sua importância para a movimentação da produção artística local. Você conhece as galerias de arte da sua cidade?

4

Talvez a Arte tenha sido, em toda a sua história, movida pela subversão e pela indisciplina. Marlon Anjos reflete sobre a culminação da subversão na arte do séc. XX, e sobre a sua posterior manutenção num momento em que o que antes era indisciplina acabou virando regra.

1

Marlon Anjos comenta a atitude, corrente ainda nos dias de hoje, de se queimar obras de arte consideradas fraudulentas. Mas será que essa Inquisição, além do que diz respeito à grana, não acaba por matar também algo imaterial, algo simbólico? Entre aqui e pense conosco.

1

Marlon Anjos comenta o caso da pintura Susana e os Anciões, de Artemisia Gentileschi, cuja biografia está estampada, real e simbolicamente, na curiosa – e dupla – representação dessa personagem bíblica.

1

Marlon Anjos discute a noção de ‘utilidade’ da arte, pensando se o objeto artístico teria, de fato, o poder de transformar o mundo que o rodeia.

2

A colunista convidada Aline Higa, pintora e chef, nos fala sobre a execução de um trabalho artístico. Até que ponto a ideia, ao mesmo tempo em que é feita, inventa novos modos e abre caminhos inexplorados?

0

Rodrigo Freitas comenta o documentário A paixão de JL, de autoria de Carlos Nader, em que o cotidiano do artista visual José Leonilson (1957-1993) é contado com base em seu diário gravado em fitas cassete.

0

Vanessa C. Rodrigues, colunista convidada para as Visuais desta edição, comenta a obra da pouquíssimo conhecida Hilma af Klint, artista nascida na Suécia e considerada pioneira na arte abstrata, num trabalho que anda entre o geométrico, o espiritual e o mediúnico.

0

Na coluna de Visuais deste mês, Marlon Anjos trata do papel do artista na filosofia de Platão e em sua república, e das considerações de Nietszche sobre esse mesmo papel. Seria real a inutilidade política da arte dentro de uma sociedade?

0

Em plena Bienal de Curitiba, um ato de censura. Marlon Anjos comenta o caso da obra alterada de Tom 14 na Rodoferroviária de Curitiba, e também fala um pouco sobre a censura da genitália na história da arte.

0

Allan Falcone, colunista convidado em nossa coluna de artes Visuais deste mês, comenta o momento particular do ofício do publicitário nos dias de hoje. Amarrada entre um passado de livre pensar despudorado e um presente de imposições cada vez mais morais, para onde exatamente caminha a propaganda?

0

Marlon Anjos, nosso colunista convidado nesse mês, reflete sobre as figuras do artista e do ilustrador. Opostas? Complementares? Você já pensou nas diferenças entre os universos de cada um? Pensemos juntos.

0

A R.Nott Magazine visitou a Garagem, um dos mais novos lugares dedicados a receber e expor o trabalho de artistas em Curitiba. Além disso, tratamos da sua exposição inaugural, Abstrações concretas, que nos serviu para pensar os caminhos de uma possível nova fotografia.

0

Jazz, animação, artes visuais e tecnologia de ponta: saiba como tudo isso pode alçar a produção de poesia a um novo universo. Vinicius F. Barth comenta o recém-lançado livro de poemas de Igor Goldkind, Is She Available?

0

A tragédia da existência do artista amaldiçoado. Assim como com os vampiros de Anne Rice, até hoje nos apaixonamos por figuras do mundo das artes que jogam com o distúrbio do gênio e a tragédia criativa. Existe metafísica nesse teatro? Por Vinicius F. Barth.

0

Fernanda Maldonado nos conta sobre o legado dos Atis Rezistants, coletivo haitiano que gera arte a partir dos escombros de um país maltratado - sob todos os pontos de vista. Conheça essa história de uma rara beleza da sobrevivência.

0

Atriz brasileira traça metáfora sensível em espetáculo sobre a envolvente megalópole nova-iorquina. Na coluna Visuais deste mês, Fernanda Maldonado apresenta o trabalho de Sueli Rocha.

0

Na coluna Visuais desse mês propõe-se uma discussão a respeito da ‘grande escola’, da homogeneidade fragmentada que produz a nossa arte de hoje, onde há, e haverá cada vez mais, originalidade e individualismo.

0

Informações, conceitos, correntes de música, moda, ideologias, políticas e arte. E que arte surge numa sociedade que se debate constantemente num meio virtual, em meio a intermináveis ondas de ‘viralizações’ de jeitos de pensar?

0

O puro entretenimento do tiroteio que nos leva aos picos da diversão por meio de balas que, quando bem colocadas, produzem belos e bem definidos jatos de sangue de nazistas, russos e muçulmanos. Por que é que alistamos cada vez mais nossos joysticks nas forças norte-americanas?

0